Antônio, Santo – Filme Completo em português

História de Santo Antônio

Antônio nasceu em Lisboa, Portugal. Enquanto escritores do século 15 dizem que seus pais eram Vicente Martins e Teresa Pais Taveira, e que seu pai era irmão de Pedro Martins de Bulhões, o ancestral da família Bulhão ou Bulhões, Niccolò Dal-Gal diz que isso é menos certo. Sua família rica e deu para que ele fosse ensinado na escola da catedral local. Aos 15 anos ingressou na comunidade agostiniana dos cónegos regulares da Ordem da Santa Cruz da Abadia de São Vicente, nos arredores de Lisboa.

Em 1212, distraído pelas visitas de familiares e amigos, pede a sua transferência para a casa-mãe da congregação, o Mosteiro da Santa Cruz de Coimbra, então capital de Portugal. Lá, o jovem Antônio estudou teologia e latim.

Juntando-se aos franciscanos

Na pintura de Alvise Vivarini, Antônio se distingue dos demais santos por seus atributos: o livro e o caule do lírio branco. Antônio foi nomeado mestre aos 19 anos e foi encarregado da hospitalidade da abadia. Enquanto ele estava em Coimbra, alguns frades franciscanos chegaram e se estabeleceram em uma pequena ermida fora de Coimbra dedicada a Antônio do Egito. Antônio sentiu-se muito atraído pelo jeito de vida simples e evangélico dos frades. Chegou a notícia de que cinco frades haviam sido mortos no Marrocos, os primeiros de sua ordem a serem mortos. O rei Afonso II pegou seus corpos e os devolveu e foram enterrados como mártires na Abadia de Santa Cruz. Inspirado por seu exemplo, Fernando obteve permissão da Igreja para deixar os Cônegos Regulares e viajar na nova ordem franciscana. Ele juntou-se à pequena ermida dos Olivais, e foi conhecido como Antônio.

Antônio partiu então para o Marrocos, em cumprimento de sua nova vocação. No entanto, adoeceu gravemente em Marrocos e partiu para Portugal na esperança de recuperar a saúde. O navio desviou do curso e embarcou na Sicília na viagem de volta,.

Da Sicília, se dirigiu para a Toscana, onde foi designado para um convento da ordem, mas encontrou dificuldades por causa de sua aparência doentia. Ele foi designado para a ermida rural de San Paolo perto de Forlì, Romagna, depois de uma escolha considerando sua saúde debilitada. Lá, ele recorreu a uma cela que um dos frades havia feito em uma caverna próxima, então passando um tempo em oração e estudo.

Pregando e ensinando

Em 1222, na cidade de Forlì, vários frades dominicanos visitantes estiveram presentes por ocasião de uma ordenação, e surgiu um mal-entendido sobre quem deveria pregar. Os franciscanos esperavam que um dos dominicanos ocupasse o púlpito, sendo conhecido por sua pregação. No entanto, os dominicanos vieram despreparados, pensando que um franciscano seria o homilista. Nesse dilema, o chefe do eremitério, que não achava que nenhum de seus humildes frades pudesse fazer uma homilia para a ocasião, chamou Antônio, que ele suspeitava ser o mais qualificado, e implorou-lhe para falar tudo o que o Espírito Santo pudesse inspirar. Seu sermão improvisado causou uma profunda impressão em sua audiência. Sua audiência se emocionou não apenas por sua rica voz e maneira cativante, mas também pelo tema e substância de seu discurso, seu profundo conhecimento das Escrituras e a eloqüência com que transmitiu sua mensagem

Antônio foi à província franciscana de Romagna. Ele logo chamou a atenção do fundador da ordem, Francisco de Assis. Francisco tinha uma forte desconfiança do lugar dos estudos teológicos na vida de sua fraternidade, temendo que isso pudesse levar ao abandono de seu compromisso com uma vida de verdadeira pobreza e serviço. Em Antônio, no entanto, ele encontrou uma alma gêmea que compartilhava sua visão e também podia fornecer o ensino que qualquer jovem membro da ordem que buscava a ordenação poderia precisar. Em 1224, ele confiou o prosseguimento dos estudos de qualquer um de seus frades aos cuidados de Antônio.

Atos e trabalhos

A prática tradicional de orar pela ajuda de Santo Antônio para encontrar coisas perdidas ou roubadas remonta a um incidente durante sua vida, ocorrido em Bolonha. De acordo com a história, Antônio tinha uma Bíblia que era importante para ele, pois tinha suas notas e papéis para usar no ensino de seus alunos. Um noviço que decidiu partir então levou consigo o saltério. Antes da invenção da imprensa, qualquer livro era copiado à mão e, portanto, um item de alto valor; entretanto, um frade franciscano em particular, dado seu voto de pobreza, teria achado tal item difícil de substituir.

Antônio tinha outro trabalho como professor em universidades, como a Universidade de Montpellier e a Universidade de Toulouse, no sul da França. Mas seu jeito de falar era seu dom supremo. De acordo com o historiador Sophronius Clasen, Antônio pregou “a grandeza do Cristianismo”. Seu jeito incluía alegoria e explicação simbólica das Escrituras. Em 1226, Antônio retornou à Itália e ele escolheu a cidade de Pádua como seu lugar.

Em 1228, ele serviu como enviado do capítulo geral ao Papa Gregório IX. Ele foi encarregado de produzir sua coleção de sermões na corte papal. Gregório IX descreveu Antônio como a “Arca do Testamento”.

Mais informação do Santo aqui (Wikipedia). Mais filmes de santos aqui.

Deixe uma comentário

%d blogueiros gostam disto: