Charlie Chaplin: “Luzes da cidade” Filme Completo

Sinopse do filme “Luzes da cidade”:

Pessoas estão reunidas para a abertura de uma nova estátua à “Paz e Prosperidade”. Depois de discursos, o pano é levantado para mostrar o Vagabundo dormindo no colo de uma das estátua. Depois, ele consegue escapar da raiva do pessoal para andar pela cidade. Ele repreende dois jornaleiros que o insultam por sua mesquinhez, mas, enquanto admira timidamente uma estátua nua, tem um encontro quase fatal com um comboio na calçada.

O vagabundo encontra a bela florista em uma esquina e, no processo de compra de uma flor, percebe que ela é cega; ele fica instantaneamente apaixonado. Por uma coincidência auditiva, a garota confunde seu cliente com o rico proprietário de um automóvel com motorista.

O milionário bêbado:

Naquela noite, o Vagabundo salva um milionário bêbado do suicídio. O milionário leva seu novo melhor amigo de volta para sua mansão para beber champanhe, então (depois de outra tentativa abortada de suicídio) para uma noite na cidade. Depois de ajudar o milionário em casa na manhã seguinte, ele vê a florista a caminho de sua esquina. Ele pega algum dinheiro do milionário e alcança a garota; ele compra todas as flores dela e a leva para casa no carro do milionário.

Depois que o Vagabundo vai embora, a florista conta à avó (Florence Lee) sobre sua amiga amável e rica. Enquanto isso, o Vagabundo retorna à mansão, onde o milionário – agora sóbrio – não se lembra dele e o expulsa. Mais tarde naquele dia, o milionário está mais uma vez embriagado e, ao ver o Vagabundo na rua, o convida para uma festa suntuosa. Mas na manhã seguinte a história se repete: o milionário está de novo sóbrio e o vagabundo de novo fora de seu ouvido.

Meio:

Descobrindo que a menina não está na esquina de costume, o Vagabundo vai ao apartamento dela, onde ouve um médico dizer à avó que a menina está muito doente: “Ela está com febre e precisa de atenção”. Determinado a ajudar, o Vagabundo acha um emprego como gari.

Na hora do almoço, ele comida para a garota enquanto a avó dela está vendendo flores. Para animá-la, ele lê um jornal em voz alta; nele há uma história sobre a cura para cegos. “Maravilhoso, então poderei ver você”, diz a garota – e o Vagabundo fica impressionado com o que pode acontecer se ela ganhar sua visão e descobrir que ele não é o homem rico que ela imagina. Ele também encontra um aviso de alugel que a avó da menina escondeu. Ao sair, ele promete à garota que vai pagar o aluguel.

O Vagabundo retorna ao trabalho mas é despedido – ele já se atrasou uma vez. Um boxeador o convence a lutar em uma luta falsa; eles vão “pegar leve” uns com os outros e dividir o prêmio em dinheiro. Mas o boxeador foge ao saber que ele vai ser preso e é trocado por um lutador verdadeiro que ganha do vagabundo, apesar das tentativas do vagabundo para se manter fora de alcance.

O Vagabundo encontra o milionário bêbado pela terceira vez e é novamente convidado para uma festa. O vagabundo fala sobre a situação da garota e o milionário lhe dá dinheiro para a operação. Os ladrões assaultam o milionário e levam o resto de seu dinheiro. A polícia encontra o Vagabundo com o dinheiro do milionário, que por causa da pancada na cabeça não se lembra de tê-lo dado. O Vagabundo foge da polícia por tempo suficiente para levar o dinheiro para a garota, dizendo a ela que irá embora por um tempo, mas ele é preso.

Fim:

Meses depois, o Vagabundo é lançado. Ele vai até a rua costumeira das garotas, mas ela não está lá. Ficamos sabendo que a menina – com a visão restaurada – agora dirige uma loja de flores com a avó. Mas ela não esqueceu seu misterioso amigo, que ela imagina ser rico e bonito: quando um homem elegante entra na loja, ela se pergunta por um momento se “ele” voltou.

O Vagabundo passa pela loja, onde a menina arruma flores na janela. Ele se abaixa para pegar uma flor jogada no esgoto. Depois de uma breve luta com seus velhos inimigos, os jornaleiros, ele se vira para a janela da loja pela qual de repente vê a garota, que o estava observando sem (é claro) saber quem ele é. Ao vê-la, ele fica paralisado por alguns segundos, depois abre um largo sorriso. A menina fica feliz e ri para a funcionária: “Eu fiz uma conquista!” Através de gestos pelo vidro, ela oferece a ele uma flor fresca (para substituir a que ele tirou do esgoto) e uma moeda.

Envergonhado, o Vagabundo começa a se afastar, mas a garota vai até a porta da loja e novamente oferece a flor, que ele aceita. Ela pega a mão dele e aperta a moeda nela, então para e seu sorriso se transforma em uma expressão de surpresa quando ela reconhece o toque de sua mão. Ela corre os dedos ao longo de seu braço, ombro, depois engasga e pergunta: “Você?” O vagabundo acena com a cabeça e pergunta: “Você pode ver agora?” A garota responde: “Sim, eu posso ver agora” e aperta a mão dele em seu coração com um sorriso choroso. Aliviado, o Vagabundo sorri de volta. Fim de “Luzes da cidade”.

Mais informação do filme “Luzes da cidade” (Wikipedia, IMDb). Mais filmes de Charlie Chaplin aqui.

Obrigado por ver “Luzes da cidade”!

Deixe uma comentário

%d blogueiros gostam disto: